Vou falar de tudo

Vou tentando acertar e colocar aqui coisas que possam interessar a você.
Seja bem vindo!


domingo, 27 de julho de 2014

O Desafio dos 21 dias - Pare de Reclamar



Oi Gente!!

Hoje vim comentar com vocês sobre um livro que comprei há uns 10 dias. O nome é "Pare de Reclamar e concentre-se nas coisas boas". 
O livro fala principalmente sobre o desafio de uma pessoa ficar 21 dias sem reclamar... de nada!
Parece fácil, não é? A gente raramente presta atenção no quanto a gente reclama. Reclama do clima, do tempo que perdemos na fila do banco, do ônibus que demora, da vizinha fofoqueira, do manobrista que demora em trazer o carro no estacionamento...e por aí vai...

O autor é um reverendo norte americano, Will Bowen. A ideia é simples, devemos ficar 21 dias consecutivos sem reclamar, mas para funcionar é preciso criar um sistema de monitoramento das reclamações, críticas e fofocas. Podemos fazer isso trocando uma pulseira ou um relógio de pulso, um anel...o que você achar mais fácil. O importante é que você deve mudar o objeto de posição sempre que se pegar reclamando, criticando ou falando mal dos outros.. Ele garante, você vai se surpreender com o número de vezes que vai fazer a tal troca !
Você continua achando fácil? O detalhe é que a cada nova "reclamação" a contagem dos 21 dias "zera" e você começa tudo de novo!
 O grande lance é que com o tempo você vai "parando" de reclamar e o mundo vai ficando mais colorido e mais leve. A gente começa a prestar mais atenção nas coisas boas que nos acontecem e até se afasta um pouco de pessoas muito "reclamonas".
Quando reclamamos nos concentramos em algo que não queremos, algo que está  errado. Funciona também como uma forma de chamarmos a atenção para nós, afinal quem é que nunca "competiu" quando uma pessoa reclamou de uma dor dizendo: - Ah, mas a minha dói mais!.- rsrsrs

Como o autor diz : _ " O Movimento Sem Reclamações nos ajuda a perceber exatamente em que ponto nos encontramos e se estamos exprimindo nosso lado positivo ou negativo. E, então, quando começamos a mudar a pulseira (ou outro objeto) de posição, passamos a prestar atenção em nossas palavras e em nossos pensamentos. Quando prestamos atenção em nossos pensamentos, podemos mudar ou remodelar nossa vida da forma que escolhermos. A pulseira, o relógio ou anel, ajudam a criar uma armadilha para a nossa própria negatividade - e expulsá-la para que nunca mais volte."



Eis  as regrinhas como estão no livro:

"Para enfrentar o desafio dos 21 dias você terá que seguir este passo a passo:

  • Escolha um sistema de monitoramento e coloque o objeto escolhido numa posição. Se for uma pulseira, por exemplo, coloque -a em um dos braços
  • Ao perceber que está reclamando, falando mal dos outros ou criticando, mude o objeto de posição e comece a contagem de novo.
  • Se você ouvir uma pessoa que está participando se queixar, você deve avisá-la de que tem que trocar sua pulseira (anel, relógio, etc.) MAS, se fizer isso terá que mudar o seu também porque você está reclamando da reclamação dela.
  • Comece agora e não desista. Podem se passar meses até que você consiga completar os 21 dias consecutivos. A média é de quatro a oito meses."
Obs: Criticar em pensamento pode, o que não pode é verbalizar. Porém com o tempo você vai deixando até mesmo o pensamento crítico de lado.

O livro tem mais do que apenas o desafio, nele o autor conta como chegou a isso. Tem também vários depoimentos de pessoas que completaram o desafio e o efeito que ele produziu na vida delas.
O livro não é caro, eu paguei 9,90 na Lojas Americanas na primeira vez e 14,90 na segunda.É ...eu comprei dois, pois quero promover uma espécie de "clube do livro" aqui no prédio onde moro e um dos livros que penso em colocar à disposição é esse.

Eu ainda não comecei o meu desafio porque eu e o namorado queremos começar juntos e ainda não encontramos um objeto para "marcar" as reclamações. Estive pensando em usar uma daquelas pulseiras de silicone que até bem pouco tempo atrás eram uma febre, mas rodei vários lugares e não achei...mas logo começo, com ou sem pulseira!
O engraçado é estamos sempre brincando um com o outro e quando surge uma crítica ou reclamação a gente  "grita" - Olha a pulseirinha! Pode mudar! - Quer dizer, estamos usando uma pulseira imaginária por enquanto.

E você reclama muito? Que tal encarar esse desafio?
Se você entrar nessa você me conta?


Tenham uma linda semana!!


Beijos!!

20 comentários. Aqui você palpita e eu gosto!:

Carmen Ferreira postou o comentário número:

Oi Renata
Muito bacana esse livro. Sabe, até me inspirou para tentar parar de reclamar.
Me parece muito bom mesmo, vou ver se acho.
Obrigada pela dica...

Um grande bjo

Jô Turquezza postou o comentário número:

Tô dentro! Sou uma reclamona: do trânsito, da falta de educação das pessoas etc etc
Vou comprar o livro.
E vou compartilhar sua postagem, tá?
Vamos que vamos rsrsr
joturquezzamundial
Boa semana.
Beijos.

Unknown postou o comentário número:

É a primeira vez que estou no blog e é o primeiro post que leio, e acabei de descobrir (pelo marido) que sou uma reclamona! kkkk
Aceito o desafio e espero em breve voltar e contar a minha experiência!
Beijos!

Eli Martins postou o comentário número:

Ai amiga, eu sou muito reclamona... recamo de tudo, para mim seria um desafio e tanto.
Hoje mesmo, meu marido comentou que me virei a noite toda e perguntou se eu estava bem... ai coitado, já sai reclamando que dormi mal, que tinha cachorros latindo, etc....
Indo a uma livraria voi comprar, vai que .....

Bjo, otima semana.

Mag M postou o comentário número:

Olá Renata, adoreiiiii a idéia, me acho uma reclamona-MOR, rsrs. Acho que vale a pena tentar. Depois te conto. Bjo
renovandoacasasempre.blogspot.com.br

brazilian woman in world's conection postou o comentário número:

poxa eu adorei a idea, mas será que eu consigo?sabe como é a rotina de dona de casa....a gente vive pra reclamr nem que seja de nós mesmas rs rs rs!adorei o desafio
obrigada por compartilhar seu Blog maravilhoso e suas experiencias conosco!
um abraco
Anne

Pepa postou o comentário número:

Oi Renata, é a Vi, nem me imagino fazendo isso, sou reclamoma..kkkk, mas sou grata a Deus, porque Ele é infinitamente bom para conosco e não tem culpa dos nossos erros.
Sabe que a Pepa diz, você esta competindo comigo, pois ela fala estou com dor aqui, e eu falo já tive essa dor..kkkkkk

Beijos,Vi

Maria Célia postou o comentário número:

Ei Renata
Esta ideia é interessante, muito criativa, mas também difícil de colocar em prática.
Eu procuro me policiar e não reclamar quase nada, mas não é fácil, quando percebemos já lascamos uma reclamação.
Vou procurar melhorar, sem usar nenhum acessório.
Beijo

Anônimo postou o comentário número:

Oi Renata ,que legal esse livro.Nossa marido fala que reclamo demais ,mas é a rotina da dona de casa né.Vou tentar entrar nessa,depois te conto.bjjjuuss...silvia cristina

Gélia Carvalho postou o comentário número:

Oi Renata, eu adorei o desafio e parece mentira eu vivo tentando não reclamar, veja passei por isso sábado e domingo, marido fez algo que eu não gostei nada grave, levantei fui a missa, pedi até pra DEUS calar a minha boca, só consegui até as 18 horas rsrsrs, fiquei sozinha com marido puxei o assunto ele ficou bravo e eu claro reclamando rsrs, tenho hábito mesmo de reclamar, não do tempo de tudo, mas reclamo da louça que não foi seca, do lixo que não recolheram, reclamo do chefe que reclama rsrsrs, reclamo das broncas que vejo minha mãe dar no meu sobrinho, eu realmente reconheço que sou reclamona e mesmo achando que tenho razão, sei que isso é chato, vou achar este livro se minha filha visse este post com certeza ela ia querer me dar este livro rsrsr.
Bom agora eu estou há dois dias sem reclamar em casa quer dizer isso se eu não fizer nenhuma reclamação até a noite rsrs, vou fazer igual aos alcoólicos anônimos só mais um dia rsrs.

Bjs

Gélia

Drika postou o comentário número:

Rê que bacana essa ideia vc acredita que até tento não ficar reclamando de tudo. mesmo pq ultimamente tenho uma colega de trabalho que reclama de tudo, da vida do mundo e percebi como isso é insuportável para quem tem que ouvir.


bjsss

Betty Gaeta postou o comentário número:

Oi Re,
Quero ler este livro! Vou ver se encontro. Eu tento não ser reclamona, mas qdo vejo...
Bjs

Pepa postou o comentário número:

rsrsrs, eu não reclamo muito (rsrsrrsrs, ah, tá...)
Mas acho que essa ideia é muito boa, porque a gente foca mesmo só no que é ruim enquanto tem muita coisa boa acontecendo diariamente...
Depois me conta dos resultados , vai que eu me animo,. srrsrs

bjus 1000 linda e um finde maravilhoso prá ti

Mari Rodrigues postou o comentário número:

Oi Renata, já tinha ouvido falar nesse livro e nesse método. Deve ser bem interessante e até a pessoa se acostumar, deve ser difícil.
Legal, gostei da dica.
Bom fim de semana, bjos!

Fabiana Simone Torres Tardochi postou o comentário número:

Oi Renata!
EU já fui do tipo que não reclamava, guardava tudo pra mim...hoje prefiro falar a guardar tudo, então sou reclamona rs.

É difícil mudar as coisas, mudar nossas manias... mas hoje tenho aprendido a viver de forma mais light e isso ajuda muito em todos os sentidos.
Gostei da indicação do livro, parece ser bem interessante.

Um beijo e boa semana

Gélia Carvalho postou o comentário número:

Renata , faial, já reclamei srrs, mas vou tentar de novo.

bjs uma ótima terça-feira

Betty Gaeta postou o comentário número:

Oi Re,
Hj citei vc no post "Segredos de Beleza das Blogueiras". Qdo puder, dê uma passadinha por lá.
Bjs

Eli Martins postou o comentário número:

Amiga, com o esta o desafio, conseguindo rsrs.

Sobre o tom cinza, estou apaixonada, queria pintar o home oficce do marido mas ele não deixou ;(

Bjo

Paula Louceiro postou o comentário número:

Renata, que interessante isso.
Deve ser mesmo desafiador, não consigo ainda imaginar uma pessoa ficar 21 dias consecutivos sem reclamar. Acredito que não sou muito reclamona, mas 21 dias... kkkkkkkkkk
Vou aceitar o desafio também.
Beijos

Mara Lucia Bechara postou o comentário número:

Renata eu guardo muito as coisas para mim, quando falo é porque é grave...e com isso fiz uma gastrite e ulcera,que estou tratando,quando era mais nova as crianças pequenas
adolescentes reclamava ou vamos dizer tentava educá-las,depois que casam e a família aumenta tem que ver e ficar de boca fechada,se começar reclamar te colocam de escanteio,jovem não quer gente reclamando do lado.....então acho que já estou nesse planejamento faz tempo...kkkk ..se bem que meu médico falou para não guardar,meter a boca!!!
Obrigada pela visita ,
bjjss
Mara Lúcia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...